GEODIVERSITY IN THE POPULAR HORIZON: FROM CULTURE TO THE GEOMORPHOLOGICAL AND LANDSCAPE HERITAGE OF SERRINHA DOS PINTOS-RN / GEODIVERSIDADE NO HORIZONTE POPULAR: DA CULTURA AO PATRIMÔNIO GEOMORFOLÓGICO E PAISAGÍSTICO DE SERRINHA DOS PINTOS-RN

Autores

  • DIÓGENYS DA SILVA HENRIQUES Mestrando do Programa de Pós-graduação em Geografia da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte/UERN. Campus Central, Mossoró.
  • LARISSA SILVA QUEIROZ Doutoranda do Programa de Pós-graduação em Geografia da Universidade Federal do Rio Grande do Norte/UFRN, Campus Central, Natal
  • FRANCISCO JILIARDO DE QUEIROZ Mestrando do Programa de Pós-graduação em Geografia da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte/UERN. Campus Central, Mossoró.
  • JACIMÁRIA FONSECA DE MEDEIROS Professora do Departamento de Geografia da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte/UERN, Campus Pau dos Ferros.
  • WENDSON DANTAS DE ARAÚJO MEDEIROS Professor do Programa de Pós-graduação em Geografia da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte/UERN, Campus Central, Mossoró.

DOI:

https://doi.org/10.48025/ISSN2675-6900.v3n2.2022.160

Palavras-chave:

Paisagem, Relevo, Semiárido

Resumo

Paisagens geomorfológicas excepcionais podem ser encontradas em diversos lugares da Terra, as quais, muitas delas, são carregadas de significado cultural para as pessoas que estão inseridas nelas. É nessa perspectiva que o objetivo deste trabalho se trata de reconhecer o entrelace científico e cultural que envolve a paisagem e o patrimônio geomorfológico do município de Serrinha dos Pintos, situado no oeste do estado do Rio Grande do Norte, Nordeste do Brasil. Para alcançar esse objetivo, metodologicamente, procedeu-se com as etapas de levantamento bibliográfico, seleção dos ambientes geomorfológicos e reconhecimento em campo. Como resultado, são apresentados três locais popularmente conhecidos e explorados turisticamente no referido município: Pedra do Nariz, Lajedo dos Bastiões e Lajedo de Tota. Em suma, os locais possuem amplo potencial a serem enquadrados em um roteiro geoturístico municipal, amparados pelo potencial científico e cultural existente, como estratégia inicial de valorização e proteção desse patrimônio.

Referências

BARBOSA, J. L. Paisagens da natureza, lugares da sociedade: a construção imaginária do Rio de Janeiro como cidade maravilhosa. Biblio 3W. Revista Bibliográfica de Geografía y Ciencias Sociales, Universidad de Barcelona, v. 15, n. 865, 2010. Disponível em: http://www.ub.es/geocrit/b3w-865.htm. Acesso em: 22 mai. 2021

BORBA, A. W. Geodiversidade e geopatrimônio como bases para estratégias de geoconservação; conceitos, abordagens, métodos de avaliação e aplicabilidade no contexto do Estado do Rio Grande do Sul. Pesquisa em Geociências, Porto Alegre, v. 38, n. 1, p. 3-13, 2011. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/PesquisasemGeociencias/article/view/23832/pdf. Acesso em: 17 mai. 2021.

CPRM. Serviço Geológico do Brasil. PFALTZGRAFF, P. A. S.; TORRES, F. S. M. Geodiversidade do Estado do Rio Grande do Norte. Recife: CPRM, 2010.

CPRM. Serviço Geológico do Brasil. Geodiversidade do Brasil: conhecer o passado, para entender o presente e prever o futuro. Rio de Janeiro: CPRM, 2008.

CPRM. Serviço Geológico do Brasil. Projeto cadastro de fontes de abastecimento por água subterrânea. Diagnóstico do município de Serrinha dos Pintos, estado do Rio Grande do Norte. Recife/PE: CPRM/Prodeem, 2005.

GRAY, M. Geodiversity - Valuing and Conserving Abiotic Nature. New York: John Wiley and Sons, 2004.

IBGE. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Perfil do município de Serrinha dos Pintos-RN. Disponível em: https://cidades.ibge.gov.br/brasil/rn/serrinha-dos-pintos/pesquisa/23/25888?detalhes=true. Acesso em: 12 mai. 2021

IPHAN. Portaria nº 127 de 30 de abril de 2009. Estabelece a Chancela da Paisagem Cultural Brasileira. Diário Oficial da União, Brasília, DF, abr. 2009. Disponível em: http://sigep.cprm.gov.br/destaques/IPHAN_portaria127_2009PaisagemCultural.pdf. Acesso em: 25 Mai. 2021

IPHAN. Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Brasil). Educação Patrimonial: inventários participativos: manual de aplicação. Brasília-DF: IPHAN, 2016. Disponível em: http://portal.iphan.gov.br/uploads/publicacao/inventariodopatrimonio. Acesso em: 25 Mai 2021

JORGE, M. C. O.; GUERRA, A. J. T. Geodiversidade, Geoturismo e Geoconservação: Conceitos, Teorias e Métodos. Espaço Aberto, Rio de Janeiro, v. 6, n. 1, p. 151-174, 2016. Disponível em: https://dialnet.unirioja.es/servlet/articulo?codigo=5793391. Acesso em: 12 de mai. 2021

LOPES, L. S. O. Estudo metodológico de avaliação do patrimônio geomorfológico: aplicação no litoral do estado do Piauí. 2017. Tese (Doutorado em Geografia) - Universidade Federal de Pernambuco, CFCH. Programa de Pós-Graduação em Geografia, Recife, 2017. Disponível em: repositorio.ufpe.br/bitstream/123456789/28468/1. Acesso em: 24 mai. 2021

MAIA, R. P. et al. Paisagens graníticas do Nordeste brasileiro. Fortaleza: Edições UFC, 2018.

MAIA, R. P.; NASCIMENTO, A. M. L. Relevos Graníticos do Nordeste Brasileiro. Rev. Bras. Geomorfol. (Online), São Paulo, v. 19, n. 2, p.373-389, 2018. Disponível em: http://www.lsie.unb.br/rbg/index.php/rbg/article/view/1295. Acesso em: 02 Jun 2021

MEDEIROS, J. F. Da análise sistêmica à Serra de Martins: contribuição teórico-metodológica aos brejos de altitude. 2016. 219f. Tese (Doutorado em Geografia) - Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 250 2016. Disponível em: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/22696. Acesso em: 15 nov. 2022.

MEDEIROS, J. F.; QUEIROZ, L. S. Mapeamento das Unidades Litoestratigráficas e Geomorfológicas do município de Serrinha dos Pintos-RN. In: LISTO, F. L. R.; MÜNTZENBERG, D. S.; TAVARES, B. A. C. (org.) E-book do I Workshop de Geomorfologia e Geoarqueologia do Nordeste. 1 ed, v. 1. Recife: GEQUA, 2016, p.107-117. Disponível em: https://drive.google.com/file/d/0B7GBY8eiCwV8QnlVNnpKUW l0MDQ/view. Acesso em: 12 mai. 2021

NIETO, L. M. Geodiversidad: propuesta de una definición integradora. Boletim Geológico Minero, v. 112, n. 2, p. 3- 12, 2001. Disponível em: http://asgmi.igme.es/Boletin/2001/112_2-2001/1-ARTICULO%20%20GEODIVERSIDAD.pdf. Acesso em: 17 mai. 2021

PEREIRA, P.; ÃNSUA PEREIRA, D.; ALVES, M. I. C. Alves. Avaliação do Património Geomorfológico: proposta de metodologia. Publicações da Associação Portuguesa de Geomorfólogos, Volume V, APGeom, Lisboa, 2007, p. 235-247. Disponível: https://core.ac.uk/download/pdf/55608386.pdf. Acesso: 29 Mai. 2021.

PRODANOV, C. C.; FREITAS, E. C. Metodologia do trabalho científico: métodos e técnicas da pesquisa e do trabalho acadêmico. 2. ed. Novo Hamburgo: Fevale, 2013.

QUEIROZ, L. S.; MEDEIROS, J. F. Compartimentação geoambiental do município de Serrinha dos Pintos – RN. Geosul, Florianópolis, v. 35, n. 76, p. 232-251, 2020. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/geosul/article/view/64867/44389. Acesso em: 12 mai. 2021.

QUEIROZ, L. S.; MEDEIROS, J. F.; QUEIROZ, A. F. Caracterização climática do município de Serrinha dos Pintos-RN. In: CONGRESSO INTERNACIONAL DA DIVERSIDADE DO SEMIÃRIDO, 2., 2017, Campina Grande. Anais [...]. Campina Grande: Realize, 2017, p. 1-12. Disponível em: https://editorarealize.com.br/artigo/visualizar/33262. Acesso em: 01 jul. 2021.

QUEIROZ, L. S. Compartimentação Geoambiental em ambientes semiáridos: o Complexo Serrano Martins-Portalegre – RN. 2021. 113f. Dissertação (Mestrado em Geografia) – Universidade do Estado do Rio Grande do Norte, Mossoró, 2021.

RABELO, T. R. et al. Novas abordagens geográficas: teorias e métodos em Geografia física aplicados aos estudos da Geodiversidade. Revista da Casa da Geografia de Sobral (RCGS), v. 21, n. 2, p. 1132-1153, 2019. Disponível em: https://rcgs.uvanet.br/index.php/RCGS/article/view/546. Acesso em: 14 mai. 2021.

RIBEIRO, R. W. Paisagem cultural e patrimônio. Rio de Janeiro: Iphan/Copedoc. 2007.

RIO, V. Paisagens, realidade e imaginário: a percepção do cotidiano. Paisagem e Ambiente, n. 7, p. 93-101, 1995. Disponível em: core.ac.uk/download/pdf/268306825.pdf. Acesso em: 18 Mai. 2021

RODRIGUEZ, J. M. M.; SILVA, E. V.; CAVALCANTI, A. P. B. Geoecologia das Paisagens: visão geossistêmica da análise ambiental. Fortaleza: Edições UFC, 5. ed., 2017.

RUCHKYS, U. A. Patrimônio Geológico e Geoconservação no Quadrilátero Ferrífero, Minas Gerais: Potencial para a criação de um Geoparque da UNESCO. Tese (Doutorado em Geologia) – Instituto de Geociências, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2007. Disponível em: https://repositorio.ufmg.br/handle/1843/MPBB-76LHEJ. Acesso em: 18 mai. 2020

SHARPLES, C. Concepts and principles of Winge geoconservation. Tasmanian Parks and Wildlife Service, electronic publication. 2002. 81p.

SILVA, M. L. N.; NASCIMENTO, M. A. L. O sistema de valoração da geodiversidade, com enfoque nos serviços ecossistêmicos sensu Murray Gray. Boletim do Museu Paraense Emílio Goeldi. Ciências Naturais. Belém, v. 14, n. 1, p. 79-90, jan.-abr. 2019. Disponível em: http://editora.museu-goeldi.br/bn/artigos/cnv14n1_2019/sistema(silva).pdf. Acesso em: 18 Mai. 2021

SOUZA, Nadson Ricardo Leite de; XAVIER, Rafael Albuquerque. A importância dos “lajedos†na paisagem geomorfológica do Cariri Paraibano. In: SIMPÓSIO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA FÃSICA APLICADA, 17., 2017, Campinas. Os Desafios da Geografia Física na Fronteira do Conhecimento. [S.L.]: Instituto de Geociências - Unicamp, 2017. p. 6561-6566. Disponível em: https://doi.org/10.20396/sbgfa.v1i2017.2585. Acesso em: 25 mai. 2021.

UNESCO. Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura. Convenção para a proteção do Património Mundial, Cultural e Natural. Paris: 1972. Disponível em: https://whc.unesco.org/archive/convention-pt.pdf. Acesso em: 25 mai. 2021

WEISSHEIMER, M. R. (org.). Paisagem Cultural. Brasília: Depam/Iphan, 2009. Disponível em: http://portal.iphan.gov.br/uploads/ckfinder/arquivos/Livreto_paisagem_cultural.pdf. Acesso em: 25 mai. 2021

Downloads

Publicado

2022-12-26

Como Citar

DA SILVA HENRIQUES, D., SILVA QUEIROZ, L., JILIARDO DE QUEIROZ, F., FONSECA DE MEDEIROS, J., & DANTAS DE ARAÚJO MEDEIROS, W. (2022). GEODIVERSITY IN THE POPULAR HORIZON: FROM CULTURE TO THE GEOMORPHOLOGICAL AND LANDSCAPE HERITAGE OF SERRINHA DOS PINTOS-RN / GEODIVERSIDADE NO HORIZONTE POPULAR: DA CULTURA AO PATRIMÔNIO GEOMORFOLÓGICO E PAISAGÍSTICO DE SERRINHA DOS PINTOS-RN. William Morris Davis - Revista De Geomorfologia, 3(2), 1–22. https://doi.org/10.48025/ISSN2675-6900.v3n2.2022.160