GEOLOGICAL AND GEOMORPHOLOGICAL ANALYSIS OF THE DRAINAGE BASIN OF THE PAULO SARASATE WEIR VARJOTA-CEARÁ,BRAZIL/ANÁLISE GEOLÓGICA E GEOMORFOLÓGICA DA BACIA DE DRENAGEM DO AÇUDE PAULO SARASATE VARJOTA-CEARÁ,BRASIL

  • ERNANE CORTEZ LIMA Universidade Estadual Vale do Acaraú - UVA
  • CAMILA DA SILVA CARNEIRO Universidade Estadual Vale do Acaraú - UVA

Abstract

This article refers to the geological and geomorphological analysis of the drainage basin of the Paulo Sarasate reservoir, with an area of 3,501 km² west of the state of Ceará. After the interpretation of Landsat 8 satellite images, thematic maps were elaborated with the support of the Sudene/DSG SB.24-V-B-1 (Santa Quitéria) and SB.24-V-A-III (IPU) sheets on the 1:100,000 scale. The methodology used was systemic analysis through bibliographic survey, cartographic and field work. Being possible the identification of 4 Geoenvironmental Units: the sertaneja depression, the river plain of the Acaraú River, the residual massifs and the Sedimentary Plateau of Ibiapaba. It begins with geological characterization and ends with the integration of geomorphological components, allowing to establish relationships between the forms and deposits inherited from previous geological periods, as well as the evolutionary trends present.

Downloads

Download data is not yet available.

Author Biographies

ERNANE CORTEZ LIMA , Universidade Estadual Vale do Acaraú - UVA

Doutor em Geografia pela Universidade Federal do Ceará - UFC (2012) Pós-Doutorado em Geografia "Educação Ambiental Aplicada a Gestão Territorial em Comunidades Ribeirinhas e Litorâneas" pela Universidade Federal do Ceará - UFC (2014). Possui graduação em Geografia/Licenciatura Plena pela Universidade Federal do Ceará - UFC (1994), Especialização em Botânica pela Universidade Federal do Ceará - UFC (1994), Mestrado Acadêmico em Geografia pela Universidade Estadual do Ceará - UECE (20004). Pesquisador do CNPq, Líder do Grupo de Pesquisa Planejamento e Gestão em Bacias Hidrográficas. Atualmente é professor Adjunto K da Universidade Estadual Vale do Acaraú - UVA com experiência na área de Geociências, com ênfase em Geomorfologia, atuando principalmente nos seguintes temas: Bacias Hidrográficas, Meio Ambiente, Degradação Ambiental, Planejamento Ambiental e EIA/RIMA. Professor e Orientador do Mestrado Acadêmico em Geografia da Universidade Estadual Vale do Acaraú - UVA.

CAMILA DA SILVA CARNEIRO, Universidade Estadual Vale do Acaraú - UVA

Mestranda em Geografia pelo Programa de Mestrado Acadêmico em Geografia da Universidade Estadual Vale do Acaraú - UVA (2020). Bolsista de Pós-graduação da Fundação Cearense de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico (FUNCAP). Graduada em Geografia Bacharelado pela Universidade Estadual Vale do Acaraú - UVA (2019). Participou como bolsista de Iniciação Científica do Programa do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico PIBIC (CNPq), no período de 2017 (Jan. à Jul. 2017) e 2018 (Nov. de 2017 à Jul. de 2018) no Laboratório de Geoprocessamento e Recursos Hídricos - LAGERH.

References

BERTRAND, G. La Nature em Géographie: um paradigme d’interface. Toulouse, Institut de Géographie, GÉODOC, n. 34, 1991.

BETARD, F.; PEULVAST, J.P.; CLAUDINO-SALES, V. Caracterização morfopedólogica de uma serra úmida no semi-árido do Nordeste brasileiro: o caso do maciço de Baturité-CE. Mercator, vol. 6 (12), p. 107-126, 2007.

BÜDEL, J. Die doppeleten Einebnungsflächen in den feuchten Tropen. Zeitschrift für Geomorphologie, Stuttgart, n. 1, p. 201-288, 1957.

CHRISTOFOLETTI, A. O Desenvolvimento Teórico-Analítico em Geomorfologia: do Ciclo de Erosão aos Sistemas Dissipativos. Geografia. Rio Claro, v.14 (28), p.15-30, 1989.

CLAUDINO-SALES, V. Megageomorfologia do Estado do Ceará, história da paisagem geomorfológica. São Paulo: Novas Edições Acadêmicas, 2016.

CLAUDINO-SALES, V. Geomorfologia Estrutural: Terra, Corpos Planetários Sólidos. MERCATOR (FORTALEZA. ONLINE), v. 2, p. 127-132, 2002.

CLAUDINO-SALES, V.; LIRA, M.V. Megageomorfologia do noroeste do Estado do Ceará. Caminhos de Geografia, vol. 12 (38), p. 200-209, 2011

CLAUDINO-SALES, V. ; PEULVAST, J. P. Evolução Morfoestrutural do Relevo da Margem Continental do Estado do Ceará, Nordeste do Brasil. Caminhos de Geografia- Revista on line UFU- Fev/2007.

CLAUDINO-SALES, V.; PEULVAST, J. P. Evolução e Tipologia das dunas costeiras no Estado do Ceará. In: VI Simpósio Nacional de Geomorfologia, 2002, Campinas. Anais do III Simpósio Nacional de Geomorfologia. Campinas: Unicamp. v. 1. p. 90-90.

COGERH, Companhia de Gerenciamento de Águas do Estado do Ceará – Atlas. 1998.

COGERH, Companhia de Gerenciamento de Águas do Estado do Ceará. Base de dados vetoriais, 2008.

CPRM, Atlas Digital de Geologia e Recursos Minerais do Ceará. Edição 2020. Escala- 1:500.000 CPRM. 2020.

DNIT, Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes. Base de dados vetoriais, 2011. Disponível em: <https://servicos.dnit.gov.br/dnitcloud/index.php/s/oTpPRmYs5AAdiNr>.

DUMONT, L. Homo Æqualis II. L’Idéologie Allemande. France, Allemagne et retour. Paris: Gallimard, 1991.

EMBRAPA, Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária. Base de dados matriciais, 2015. Disponível em: <https://www.cnpm.embrapa.br/projetos/relevobr/download/ce/ce.htm>.

IBGE, Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Base de dados vetoriais, 2010.

INPE, Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais. Base de dados matriciais, 2011.

LIMA, E. C. Análise e Manejo Geoambiental das Nascentes do Alto rio Acaraú: Serra das Matas Ceará – Dissertação de Mestrado UECE, Fortaleza- 2004.

LIMA, E. C. Planejamento ambiental como subsídio para gestão ambiental da bacia de drenagem do açude Paulo Sarasate Varjota-Ceará. (tese de doutorado). Fortaleza: Universidade Federal do Ceará, 2012.

MILLOT, G. Les grands aplainissements des soeles continentaux dans les pays tropicaux et desertiques. Mémoires H. Service Societé Géologie de France, Paris, n. 10, p. 295-305, 1980.

NASCIMENTO, W. M.; VILLAÇA, M. G. Bacias hidrográficas: Planejamento e gerenciamento. Revista eletrônica da Associação dos Geógrafos Brasileiros (AGB), Três Lagoas, n. 7, maio de 2008.

PEULVAST, J. P; CLAUDINO SALES, V. Aplainamento e Geodinâmica: Revisitando um Problema Clássico em Geomorfologia. Revista Mercator-UFC, ano 01, nº 01. 2002.

SOTCHAVA, V. B. Definition de Quelque Notions et Termes de Geógraphie Physique. Institute de Geographie de la Siberie et Extrem Orient. n. 3, p. 94-177, 1962.

SOUZA, M. J. N. Contribuição ao Estudo das Unidades Morfo-Estruturais do Estado do Ceará. Revista de Geologia, (1) 73-91, jun/1988.

SUGUIO, K.; BIGARELLA, J.J. Ambientes fluviais. 2.ed. Florianópolis: Editora da UFSC/UFPR, 1990.

TRICART, Jean. Ecodinâmica. Rio de Janeiro. IBGE. Diretoria técnica, SUPREN, 1977.

THORNES, J. B.; BRUNSDEN D. Geomorphology on Time. Londres: Methuen, 1977.

TROPPMAIR, H. Biogeografia e meio ambiente. 3.ed. Rio Claro: Graff Set. p. 258. 1989.

VITTE, A. C. Considerações sobre a teoria da etchplanação e sua aplicação nos estudos das formas de relevo nas regiões tropicais quentes e úmidas. Revista Terra Livre, n. 16, p. 11-24, 2001.

Published
2021-07-15
How to Cite
LIMA , E. C.; CARNEIRO, C. D. S. GEOLOGICAL AND GEOMORPHOLOGICAL ANALYSIS OF THE DRAINAGE BASIN OF THE PAULO SARASATE WEIR VARJOTA-CEARÁ,BRAZIL/ANÁLISE GEOLÓGICA E GEOMORFOLÓGICA DA BACIA DE DRENAGEM DO AÇUDE PAULO SARASATE VARJOTA-CEARÁ,BRASIL. William Morris Davis – Revista de Geomorfologia, v. 2, n. 1, p. 1-18, 15 Jul. 2021.